Sabe aquela ideia que já vimos em alguns filmes futuristas, como O Homem Bicentenário, com o falecido Robin Williams?  Talvez não estejamos tão distantes da vida eterna e dos órgãos artificiais. Um paciente com leucemia terminal receberá uma injeção de nanorobôs que irão destruir as células cancerígenas de seu corpo.

Os nanorobôs foram construídos com material genético e desenvolvidos para destruir apenas as células cancerígenas, sem danificar as células saudáveis. Acha loucura? Bem, os testes realizados até agora mostraram que os robôs reconheceram doze tipos de câncer, incluindo leucemia e tumores sólidos.

bunkernerd_bunkerciencia_nanorobos_1 bunkernerd_bunkerciencia_nanorobos_2

A experiência é de autoria de uma equipe de médicos da universidade Bar-Ilan, em Israel. Os testes em cobaias animais (Sim, a humanidade ainda faz isso!) foram um sucesso e os médicos esperam que os nanorobôs concluam a missão em um mês. O.O

Isso é bioengenharia! A união de tecnologia e robótica com os conhecimentos da medicina. /o/

Foram injetados aproximadamente 1 trilhão de robôs de 50 nanômetros, construídos com DNA molecular. Cada um deles tem capacidade computacional de um computador de 8-bit. Já é mais que um Atari!

Além de tudo isso, esses robozinhos “mágicos” ainda são controlados pelo controle remoto de um Xbox.

O grande desafio da experiência (na verdade do nanorobôs) é sobreviver à resposta do sistema imunológico do paciente, uma vez que são corpos estranhos dentro de um organismo vivo.

Se tivermos uma boa resposta disso tudo, o procedimento deve ser expandido para outras doenças. Imaginem! Remédios com nanorobôs, ou melhor, ainda, remédios transportados e aplicados por nanorobôs. Todo isso a nível celular! Fantástico!!! \o/

bunkernerd_bunkerciencia_nanorobos_3

Tô torcendo para que a experiência de certo! Um futuro livre de doenças… me parece promissor!

 

Fonte: http://info.abril.com.br/

Comentários

comentários

About The Author

Daniel Keller

"Far over the misty mountains cold, to dungeons deep and caverns old. We must away ere break of day, to seek the pale enchanted gold…" Sobrevivente e acumulador de histórias, desbrava o mundo através da imaginação e da criatividade. Designer por escolha e redator por sorte do destino, busca a vida perfeita. Longa vida à Nação Nerd!