Salve salve nerdaiada! Hoje eu trago a vocês um game que eu já acompanho a produção há algum tempo: Child of Light!

Child-of-Light-1

Child of Light foi desenvolvido pela Ubisoft. Eu sou muito fã dessa empresa porque os jogos feitos pela Ubisoft sempre são muito bons! E a arte do jogo sempre é fantástica! Um game que joguei por mais de 60 horas, sem enjoar e que tinha uma “pegada” parecida, foi Okami, desenvolvido pela Clover Studio.

okami okami-hd

Além da arte, da qualidade do jogo e tudo mais, Okami ainda tem uma história excelente! Permeada de mitologia e lendas da cultura xintoísta! Eu adoro games assim! Okami foi um game feito para aproveitar a tecnologia do Nintendo Wii, em que você podia utilizar o controle com um pincel, levando a interação do jogo ao extremo (o jogo também foi lançado para PS2)! O sucesso foi tão grande, que hoje existem versões em HD para aproveitar a qualidade do PS3. Quem quiser saber mais sobre o jogo Okami, clique aqui que tem muita coisa legal!

Mas voltado a Child of Light! A Ubisoft usou uma engine chamada UbiArt Framework. Com esse motor gráfico, os programadores e artistas podem pegar as artes conceito criadas para o jogo e aplicar diretamente no game! E o que quer dizer isso?! Significa que as “telas” e desenhos podem ser inseridos de uma forma inédita, deixando o game com o visual muito massa, parecendo que você está caminhando por pinturas. Tudo isso, sem deixar de lado a interatividade e a jogabilidade do game! O resultado disso é que cada frame do jogo se torna praticamente uma pintura interativa, onde o jogador pode explorar os mundos e derrotar inimigos no melhor estilo RPG!

Os combates serão por turnos, um sistema já muito conhecido e utilizado em várias franquias de RPG, mas também vai contar com elementos de quebra-cabeça em algumas fases. Além disso, se olharem o visual do game, lembra bastante o dos antigos e saudosos jogos de plataforma. Ainda sobre os gráficos, apesar dessa “sistemática 2D” Child of Light é extremamente 3D, com uma profundidade de campo absurda, que deixa o jogo ainda mais impressionante visualmente! =D

Child-of-Light-2 Child-of-Light-3

A heroína de Child of Light é Aurora, uma garotinha de cabelos ruivos. Ela tem um globo de luz que sempre a acompanha (esse personagem pode ser comandado por outro jogador). Juntos, eles percorrem as terras do reino de Lemuria.

Child-of-Light-7 Child-of-Light-8

Eu dou muita prioridade para jogos que possuem uma boa história (eu já disse isso?), afinal, é isso que te prender durante horas e horas de jogo (pelo menos no meu caso). Em Child of Light, Aurora (nomezinho conveniente né?!) e seu globinho de luz precisam cumprir uma missão quase impossível: salvar Lemuria. O desespero tomou conta do reino desde que a Rainha Negra roubou o sol, a lua e as estrelas. Com isso o reino caiu em trevas e cobriu-se de infelicidade. Parece um clichê de histórias de aventura?

Não só parece, como é mesmo! E do que mais você precisa para jogar um game desses?! Hehehe! A receita da aventura, a busca do herói pelo tesouro perdido, o resgate da princesa ou a salvação de uma nação… tudo isso cabe e tudo isso nos cativa. É por isso que dá certo e é por isso que a indústria continua investindo nesse estilo de jogo! Pense em todos os jogos de aventura que já jogou (ou pelo menos tente lembrar de um que não seja um jogo do Mário). Lembra da sensação de satisfação ao fechar o jogo? Você não se sente o vencedor ou o herói?! Então! ;^D

Se tudo isso que descrevi já não fosse suficiente para criar pelo menos uma curiosidade em relação ao game, tem mais!

A música e o cuidado com os efeitos especiais do jogo são excepcionais!!! =D

Child of Light chega para PC, Xbox 360, Xbox One, PS3, PS4 e WiiU no dia 30 de abril (tô trocando meus ovos de páscoa por esse jogo!).

Child-of-Light-9

steam-1Visite o site oficial! Já dá para fazer pre-order!
Você também pode pedir pelo Steam!


Daniel Keller
, sempre viveu e continua vivendo em um mundo de aventuras!

Comentários

comentários

About The Author

Daniel Keller

"Far over the misty mountains cold, to dungeons deep and caverns old. We must away ere break of day, to seek the pale enchanted gold…" Sobrevivente e acumulador de histórias, desbrava o mundo através da imaginação e da criatividade. Designer por escolha e redator por sorte do destino, busca a vida perfeita. Longa vida à Nação Nerd!

2 Responses

    • Daniel Keller
      Daniel Keller

      É verdade refugiado! O estilo do jogo Braid é semelhante. Nós achamos que Child of Light será melhor! Qual a sua expectativa??

      Responder

Leave a Reply

Your email address will not be published.