Jogos Vorazes

Eu fiquei um bom tempo pensando se valia a pena escrever sobre estes livros, já que o filme está tão em alta. Eu sou daquelas que acha o livro sempre melhor que o filme, por mais que algumas adaptações para o cinema realmente mereçam aplausos. No final dessa minha batalha interna, acabei decidindo escrever por um motivo puro e simples: o livro é fantástico.

Não vou fazer aquela ceninha e dizer pra vocês que o livro é tão maravilhoso que eu li em apenas um dia, porque não acho que isso seja um parâmetro. Eu leio muito e sempre leio rápido. Conheço gente que lê muito e gosta de ler devagar, parando pra refletir a cada capítulo. Ou seja, velocidade não quer dizer nada.

Mas o que eu posso dizer em relação a como me senti lendo essa história é que eu não conseguia parar de pensar. Cada vez que fechava o livro, as cenas ficavam se repetindo na minha cabeça e eu ficava atordoada com o rumo dos acontecimentos, desesperada por saber como continuava. A autora conseguiu criar um panorama onde o futuro se refletiu em uma distopia. A velha história onde os mais favorecidos vivem e os menos favorecidos sobrevivem se torna mais intensa e nítida, fazendo com que você entre na história de uma maneira irrevogável.

Mas vamos situar vocês um pouquinho melhor no mundo dos Jogos Vorazes:

Jogos Vorazes

 

TÍTULO: Jogos Vorazes
TÍTULO ORIGINAL: The Hunger Games
AUTOR: Suzanne Collins
EDITORA: Rocco Jovens Leitores
PÁGINAS: 397

SINOPSE:

“Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem Surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstra seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte!

Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido Distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes?”

Jogos Vorazes

Pois é, se você achou a sinopse eletrizante, tente ler o livro. A história já começa intensa com os preparativos para a “Colheita”, que é o evento onde a Capital sorteia os participantes dos Jogos Vorazes.

Os Distritos são obrigados a fornecer dois tributos para os jogos todos os anos, um garoto e uma garota entre 12 e 18 anos. Neste livro, os jogos estão em sua 74ª edição. Ele foram criados como uma represália da Capital, devido a uma rebelião ocorrida dos Distritos contra a Capital, a qual a Capital obviamente venceu. Assim, os Jogos servem como um lembrete de quem detêm o poder, além de ser um grande evento de entretenimento para os habitantes da Capital. Mórbido né?

Katniss, a personagem principal, tem 16 anos e mora no Distrito 12, o mais pobre de todos. De todas as edições dos Jogos, apenas em uma delas houve um vencedor desse Distrito. Isso também, porque os Distritos mais ricos tendem a treinar e preparar tributos voluntários para adquirir a fama e recompensas que vêm com a vitória. Estes Distritos venceram a grande maioria das edições dos Jogos no passado.

Na Colheita do início do livro, a irmã de 12 anos de Katniss é sorteada e ela se voluntaria a substituí-la, na tentativa de salvar sua vida. O outro jogador sorteado do Distrito é Peeta, personagem que se tornará essencial na trama. Assim, Katniss embarca rumo à Capital e supostament marchando para a própria morte. Afinal, dos 24 tributos, apenas um sai vivo e vencedor.

Por mais horrível que possa parecer os jogos funcionam como um reality show, onde os habitantes da Capital tomam partido frente a seus jogadores preferidos e podem até fazer doações para tentar ajudá-los durante a batalha. Então, como se não bastasse a pressão em Katniss de estar em uma arena com mais 23 adolescentes que precisam morrer para que ela sobreviva, ainda é necessário fazer com que os espectadores dos Jogos gostem dela, para ter maiores chances.

 

O livro é denso e prende a atenção do leitor do começo ao fim. Nos momentos mais decisivos, cheguei a ficar agoniada e queria até pular as páginas para chegar no fim mais rápido, o que seria um pecado. Cada pedacinho, cada trecho do livro traz um acontecimento mais surpreendente que o anterior.

 

A característica mais marcante deste livro para mim, além da ótima história e de personagens fantásticos, foi o fato de ter surpresas o tempo todo. Para uma leitora assídua como eu, não é qualquer história que consegue me arrancar suspiros e caras de espanto. E essa autora realmente merece palmas por isso.

Jogos Vorazes

Já se você não é muito fã de ler e prefere ver o filme, reitero minha opinião de que o livro é sempre melhor. Alguns detalhes sempre se perdem na adaptação. Mas tenho que ser justa e o filme deste livro em específico foi muito bem feito. A história é bem fiel e as cenas foram muito bem produzidas. Eu gostei muito!

Jogos Vorazes

Para quem não sabe, Jogos Vorazes é o primeiro livro de uma trilogia. A história continua com “Em Chamas” e depois com “A Esperança”. O que já posso adiantar é que nenhum dos três livros decepciona, pelo contrário, fica cada vez melhor. Se você ficou curioso, vai lendo a primeira história e na sequência venho falar dos outros dois. Boa leitura!

por Natália Costa Munaretto

Comentários

comentários

Leave a Reply

Your email address will not be published.