Salve, refugiados do bunker! Quem voz fala é um recém-chegado as fileiras deste bunker e espero que vocês aproveitem os meus posts. Basicamente, sou um grande fã da Marvel (apesar da DC ter o Batman, um dos caras mais fo### que eu já vi na vida), mas sendo um bom nerd, também adoro aprender sobre antigas mitologias, como a nórdica, por exemplo.

Essa mitologia têm crenças seguidas pelos territórios da Escandinávia na era pré-cristã e por conta disso, eu sempre fico com o pé atrás com o Thor, personagem da Marvel, em comparação com sua representação dos mitos dos antigos vikings. Por isso vou falar um pouco sobre os verdadeiros mitos nórdicos.

Coloque o vídeo para tocar e aproveite!

O início
Vamos começar com o começo: os nórdicos chamavam aquilo que existia antes de Ginungagap, um enorme vazio aonde nada existia. Até que os dois primeiros mundos foram formados: Muspelheim, o reino do fogo, e Niflheim, o reino de gelo. Desse segundo reino surgiu a fonte primordial Hvergelmir. Da água que veio do gelo derretido de Niflheim, quando em contato com o fogo de Muspelheim, nasceu o primeiro gigante, Ymir, o pai de todos os gigantes.

bunkernerd_mitologia nordica_lendas vikings--Odin Ve e ViliTambém da água que derreteu do reino de gelo veio Audumbla, a vaca primordial, do qual Ymir tirava o leite para sobreviver. Audumbla lambeu o gelo de Niflheim até que surgiu Buro, o primeiro deus. Da união de Buro com uma das filhas de Ymir, veio Borr, que novamente procriou com uma giganta para criar Odin, Ve e Vili.

Para encurtar a história um pouco, os três irmãos lutaram contra Ymir e seus gigantes até que despedaçam o pai dos gigantes e seu sangue acaba afogando o resto de sua raça, exceto por um casal. Dos ossos de Ymir, os deuses criaram as montanhas, de seus dentes veio o cascalho dos rios, seu crânio virou o céu e sua carne se tornou a terra que sustenta todo o resto.

Enquanto estavam criando o novo mundo, que seria chamado de Midgard ou a Terra Média (inspirando um senhor conhecido como J.R.R. Tolkien) Odin achou vários vermes em meio a carne de Ymir. O deus apiedou-se por eles e decidiu fazer deles os moradores de dois dos novos reinos: os que pareciam mais turbulentos viraram os Anões, habitando o mundo subterrâneo de Svartalfheim, enquanto que os mais nobres (como diabos Odin decidiu que um verme é nobre, não faço ideia) se tornaram os Elfos, moradores de Elfheim.

Quando andavam por aí para admirar sua criação, os três irmãos decidiram criar um homem e uma mulher, Ask e Embla, que dariam origem a raça humana e habitariam Midgard. Depois disso tudo, os deuses criaram uma morada para si, a terra dourada de Asgard, localizada no topo da Yggdrasil, a árvore da vida que sustentava os mundos.

bunkernerd_mitologia nordica_lendas vikings--yggdrasil

Lembram do casal de gigantes sobreviventes? Eles fugiram para Jotunheim, aonde iriam procriar e dar origem a raça dos gigantes. Como existiam dois tipos de deuses, os Aesires (como Odin) e os Vanires (como Frigga, esposa de Odin), o mundo de Vanaheim foi criado como morada para os Aesires. Por último havia Hel, o mundo localizado na parte mais baixa da árvore, aonde os mortos iam após uma morte não honrada em um campo de batalha.

Até aqui a Marvel manteve as raízes razoavelmente fiéis quanto ao seu universo. Porém, a editora errou estrondosamente quanto a um certo personagem.

Loki, o deus brincalhão
Eu adoro a atuação de Tom Hiddleston como o vilão, mas uma outra parte minha odeia aquele Loki. Irei agora falar um pouco do misterioso personagem e suas diferenças quanto a sua contra-parte.

Primeiramente, Loki realmente não era um deus, mas sim filho da giganta Laufey e do gigante Fárbauti. Ele não era irmão de Thor, deus da guerra e das tempestades, e sim de Odin (após um pacto de sangue feito entre os dois)! E ele não era considerado um deus maligno, algo parecido com Hades, deus grego dos mortos, pois era visto mais como uma pessoa que gostava de aprontar. Podia tanto ajudar como prejudicar os deuses.

bunkernerd_mitologia nordica_lendas vikings--Loki

Segundo, ele não usava magia como o Loki da Marvel faz. Ele podia se transformar em diversos animais, mas isto geralmente era atribuído a itens mágicos. Tanto que existe um momento em que Loki tira sarro de Odin por saber magia.

Existem diversos contos relacionados ao personagem, como o surgimento de Gungnir, a lança de Odin e Mjolnir, o martelo de Thor. Uma vez Loki matou por engano um anão e como compensação deu um grande tesouro ao pai e aos dois irmãos do falecido. Um dos irmãos foi amaldiçoado por um anel e matou o próprio pai enquanto o outro fugiu. Ele então se tornaria o dragão Fafnir para melhor guardar seu tesouro, que seria um dia morto por Siegfried (novamente, Tolkien se inspirou pesadamente nos contos nórdicos na criação de seus livros).

Loki tinha duas esposas: Sygin, deusa da fidelidade (que Loki meio que enganou para que casasse com ele) e Angrboda, uma giganta. De sua união com Sygin vieram Vali e Narvi, enquanto que Angrboda deu a luz o monstruoso lobo Fenrir, a colossal serpente Jormungand e a deusa dos mortos e rainha de Hel, Hela.

Após causar a morte do então quase imortal deus Balder, filho de Odin e Frigga, Loki recebeu uma punição um tanto cruel. Vali é transformado em um lobo e estraçalha Narvi com os dentes, sendo que suas entranhas seriam usadas para prender Loki embaixo de uma serpente, cujo venemo pingaria sobre seus olhos. Sygin faz jus ao título de deusa da fidelidade, pois segura uma bacia acima dos olhos de Loki para impedir que o veneno atingisse seus olhos. Porém, de tempos em tempos, ela precisa esvaziar a bacia e Loki acaba recebendo o veneno se contorcendo de dor e agonia, causando os terremotos de Midgard.

… e o fim?
Os nórdicos possuíam um conto de como seria o fim dos tempos. As lendas contam que Odin juntou por séculos as almas de valorosos guerreiros como soldados para seu exército, preparando-se para quando essa hora chegar.

bunkernerd_mitologia nordica_lendas vikings--o ragnarok

Loki se libertaria de sua prisão, completamente ensandecido pelo ódio (considerando que ele foi forçado a assistir um filho matar o outro, foi amarrado com as tripas do morto e recebeu veneno nos olhos por séculos, consigo imaginar a razão), decide juntar um enorme exército formado por diversas raças que odeiam os deuses. Trazendo seus filhos monstruosos Fenrir e Jormungand, ele lideraria as forças contra os deuses em uma batalha que faria os mares queimarem, os céus ficarem negros e acabaria por destruir completamente os nove mundos, levando quase todos os seres que ali existiam.

Mas este não é o fim completo da história, pois o Ragnarok, como é conhecido o fim dos tempos nórdicos, não daria fim a tudo.

Das cinzas dos antigos mundos viria um novo mundo e os deuses e criaturas sobreviventes fariam deste um local rico e abundante. Como a fênix, os nórdicos acreditavam que nada tinha um fim absoluto e que tudo estava predestinado. Por isso, apesar do Ragnarok ainda acontecer, eles contavam a história como se ela já tivesse ocorrido no passado, pois nem mesmo os deuses podiam lutar contra o destino feito para eles.

 

Espero que tenham gostado deste pequeno resumo sobre os mitos nórdicos e se for possível gostaria de voltar a falar deles, pois só o Loki daria um post inteiro só contando suas aventuras. Comentem o que acharam sobre a matéria e me façam perguntas nos comentários caso queiram saber mais.

Por Caio De Paula

Comentários

comentários