[WALL-e]

Salve, povus, salve povas!

Refugiados, dando sequência ao tema “O que Aprendi Com…”, hoje vou falar de um casal que tinha tudo pra sofrer preconceitos. Ela: novinha, patricinha, bonitinha, cheia de recursos e condições… Ele: um coroa, cheio de calos e marcas da vida, pobre, trabalhador braçal, acostumado a viver em lugares sujos e com companhias desagradáveis…

Diz aí, se passassem na frente daquela “vizinha conversadeira”, ou “Avó que sabe de tudo que não devia”, ela não ia dar uma comentadinha? Então… Ainda que tudo isso pudesse acontecer, não foi o enfoque principal desta trama.

Lutando para salvar o mundo das garras da…hmm… Poluição, Eva e

Wall-e

oq-aprendi-com-walle--1

se unem e, literalmente, atravessam o universo para repovoar a terra! Não bastasse o trabalho forçado a que Wall-e é submetido, no momento em que encontra o grande amor de sua vida, a moça vê a erva e sai de sí. Fica tão louca que manda uma mensagem de “Mãããe, me busca” pra acabar com a brincadeira. É pra acabar! De deixar o cabra desacorçoado!

oq-aprendi-com-walle--B

O enredo
Mas como Wall-e, calejado veio, não vai desistir de sua princesinha (se falar em golpe do baú vou te chamar de preconceituoso!), ele vai pro outro lado do universo atrás de Eva, tentando fazer ela esquecer as ervas. Não é um trabalho fácil, mas no final ela consegue recuperar seu juízo e se livrar da erva da melhor forma possível.

oq-aprendi-com-walle--C

Ela descobre que se conseguir colocar a planta na bagaça, (aproveitando para fazer com que os ‘fofos’ larguem “a porra da(do) cadeira(celular) pra falar” e percebam o mundo que os cerca no meio do caminho) eles voltam pra terra, onde a novinha poderá dar uma recauchutada no velhote.

oq-aprendi-com-walle--2

Lição aprendida
Nosso casal pra frente, ambientalista e mente aberta, nos mostra a importância de ter consciência ecológica.

Não dá pra bagunçar a casa inteira, chamar a diarista, ir passear e ter a casa limpa na volta –tá, na verdade dá porque isso acontece aqui em casa de vez em quando –, no mundo não rola. Afinal, onde vamos jogar aquele lixo todo? Onde ficam as árvores e os bichos? Ou você quer trocar seu animalzinho por uma baratinha, como o Wall-e?

oq-aprendi-com-walle--A

As críticas dizem que o filme é exagerado, que as pessoas não são tão alienadas. Discordo! Somos zumbizinhos (mas não aqueles legais).

Esquecemos de dar atenção pros nossos amigos/família, pra ficar no celular e ver coisas engraçadas/interessantes/inúteis para mostrar para…hmm… nossos amigos/família. Como assim? Compramos coisas que não precisamos, muitas vezes com dinheiro que não temos, para impressionar pessoas que não nos importam. Genial, né? Só que com “J”.

oq-aprendi-com-walle--D

A temática chave da animação é clara: não gere lixo! Recicle! Consciência ambiental! Olha, esta por si só já merece um prêmio. Mas a segunda critica é genial! Zumbizêmo-nos.

Use azul. Azul é o novo Vermelho!

Escrito pelo soldado: Ig

Comentários

comentários

About The Author

Convidado

Convidado especial @BunkerNerd.