Fala sobreviventes desta luta sem fim pelo estilo nerd de Ser! Retorno com o papo cabeção! Desta vez, vamos falar sobre um tema muito comum nos filmes de ficção científica: o Buraco de Minhoca.

Quem nunca ouviu falar de Buraco de Minhoca, ou Buraco de Verme? Os tais Wormholes que servem como atalhos no espaço e que aparecem em tantos filmes, como Donny Darko, Star Trek, Stargate e até mesmo o Planeta dos Macacos (2001, com Mark Wahlberg), oferecem um meio de voltar no tempo (ou de cruzar dimensões, depende da referência trazida pela história), recurso que sempre pode ser útil em uma aventura cinematográfica (ainda mais em filmes de ficção científica).

Buraco-de-minhoca--1

O Buraco de Minhoca é uma teoria da física criada em meados de 1935 por Albert Einsten e Nathan Rose. Teoricamente, esses caminhos, chamados de Pontes de Einstein-Rosen ou Buracos de Minhoca, ligam dois pontos diferentes no espaço-tempo, criando um atalho que poderia reduzir o tempo de viagem e distância.

Basicamente, essa teoria diz que o espaço-tempo pode ser “dobrado”, possibilitando que um corpo pule de uma parte para outra do universo num piscar de olhos!

Um exemplo simples é considerar o espaço e o tempo como uma folha de papel. Se queremos passar uma letra de um ponto da folha para outro ponto, podemos dobrar a folha de papel para fazer com que os pontos desejados se encostem, fazendo com que a letra se transfira para o segundo ponto.

Em termos práticos, seria quase um teleporte. Há características BEM diferentes entre as teorias, mas digamos que o objeto se “teleporta” de um ponto do universo para outro, muitas galáxias distante.

Buraco-de-minhoca--2

Uma das teorias vai mais longe, explicando que existe a possibilidade de utilizar os Buracos de Minhoca para realizar viagem entre realidades (ou interdimensionais), ou seja, sair de um universo e entrar em outro totalmente diferente ao nosso!

Usando novamente o nosso exemplo de folha de papel, digamos que nosso universo é uma folha, e que esta folha pertence a um livro com infinitas, folhas. O Buraco possibilitaria que nós nos deslocássemos entre essas folhas (Juntar o universo da DC com o Mortal Kombat é absurdo? Não para a física moderna meu amigo!).

O mesmo acontece quando se fala em viagem no tempo por Buracos de Minhoca.  Basicamente, o tempo é como uma folha de papel (aquele mesmo esquema de antes) onde presente, passado e futuro coexistem, todos ao mesmo tempo.

Dessa forma, um buraco de minhoca irá “torcer” o tempo quando você pula de um espaço-tempo para outro! Perfeito para quem esqueceu o Dia dos Namorados ou aquela prova final!

Buraco-de-minhoca--3

A ideia de Buracos de Minhoca é bem maneira e existem várias teorias que mostram a possibilidade real de utiliza-los forma útil, como um portal estilo Stargate, por exemplo, mas a grande maioria dos físicos teóricos modernos são bem conclusivos: é quase impossível prever, manter e por fim utilizar um Buraco de Minhoca. ;(

Primeiramente por causa de seu tamanho. Em geral, eles tem entre 10 a 35 centímetros de tamanho. Veja estamos falando em escala universal! Isso é menos que nada! É muito menor que o buraco da cabeça de uma agulha! Definitivamente a Interprise não passaria ali!

O segundo detalhe é que, por serem fisicamente muito instáveis, os Buracos de Minhoca provavelmente alterariam profundamente qualquer matéria que passasse por eles, deformando, quebrando ou até mesmo desintegrando o que passasse nele, isso sem contar que não há como prever onde esta a outra ponta do buraco… Mesmo que fosse possível, de que adiantaria? Nem conseguimos montar nossa primeira cidadezinha na Lua e já pensamos em dominar o outro lado do universo! Muito megalomaníaco não?!

Buraco-de-minhoca--4

É pessoal… Por enquanto teremos que nos contentar em ver os tais Buracos de Minhocas nos filmes, sendo para ver invasões alienígenas no meio de Nova York como nos Vingadores, ou em viagens no tempo como em O Limite do Amanhã!

Para quem gosta, listei alguns filmes que utilizam a teoria dos Buraco de Minhoca de uma maneira mais aberta ou mais discreta:

  • No Limite do Amanhã – aparece pouco sobre, mas é legal.
  • Donnie Darko – um dos melhores filmes sobre o tema!
  • Linha do Tempo – baseado no livro de Micheal Crichton, com o finado Paul Walker.
  • Contra o Tempo – Eles comentam alguma coisa, mas bem pouco, mas é um bom filme!
  • Dejavu – O filme médio, mas lida com parte do tema de Buraco de Minhoca.
  • Mass Efect – Ok, isso não é filme, mas a série trata o assunto de uma maneira BEM interessante, com os conteúdos sobre Buracos de Minhoca controlados, como quando a nave é “arremessada” de um ponto para o outro do espaço, por exemplo.
  • Star Trek – O filme de 2009 mostra o salto entre as realidades sofrido pelo personagem Spock.
  • Círculo de Fogo (Pacific Rim) – é como os Kaijus chegam ao nosso mundo. Quando o cientista fã dos Kaijus explica como eles chegam a nossa dimensão, através da fenda, fica muito claro (e são monstros gigantes sendo estraçalhados por robôs gigantes! Vale a pena ver de qualquer forma!).

Buraco-de-minhoca--5

Comentários

comentários

About The Author

Convidado

Convidado especial @BunkerNerd.

2 Responses

  1. Ramses Sohn

    Ehhhh… o problema é sair inteiro do outro lado… ou pior… vc entra mas quando e onde no tempo e espaço q é o porém rsrsrs.