Bom dia, refugiados. O post de hoje é sobre o filme que estreou na última sexta-feira, “Capitão América 2- O Soldado Invernal”. Terei que falar muito pouco sobre vários aspectos do filme para evitar spoilers desnecessários para aqueles que ainda não assistiram ao filme.

Mas antes de começar a falar especificamente sobre o filme, tenho que dizer que sempre achei o Capitão América o herói mais irritante do universo Marvel pelo seu código de conduta do “Cidadão Americano” e ter que ser sempre o bom moço. E por causa dessa minha implicância com o Capitão, o filme conseguiu me surpreender positivamente.

capitão américa

Juntamente com a nova leva de filmes da Marvel Pós-Vingadores e o ataque em New York, o filme se passa 2 anos após o incidente e o Capitão Steve Rodgers (Chris Evans) está trabalhando para S.H.I.E.L.D. Durante uma missão realizada em conjunto com a Viúva Negra/Natasha Romanoff (Scarlett Johansson), Steve fica “com uma pulga atrás da orelha” com o que está acontecendo junto da agência e fica incomodado com o papel que está desempenhando. Na sequência, Nick Fury (Samuel L. Jackson) sofre um atentado e dá uma tarefa ao Capitão: “não confiar em ninguém, descobrir o que está acontecendo dentro da S.H.I.E.L.D.”.

capitão américa

Dentro deste “plot”, cenas de ação de ótima qualidade não faltam no filme. Durante os 136 minutos, você mal percebe a passagem do tempo com as cenas de perseguição de veículos, pancadaria mano-a-mano, batalhas aéreas, entre outras. Em meio a isto, o “Soldado Invernal” surge como um ótimo antagonista ao Capitão América, sendo a sua identidade e sua história uma revelação bastante agradável e que dá um “que” a mais na história. Menção honrosa ao aparecimento do Falcão para integrar mais um dos personagens Marvel aos Vingadores, e também da agente Sharon Carter (Emily VanCamp).

captain-america-the-winter-soldier-falcon-1024x577

Mas, como disse, não vou adentrar muito no mérito da história para não dar spoilers desnecessários e acidentais. Mas em resumo, a história é muito bem balanceada e bem contatada, com os toques certos de humor, drama e ação, com uma trama que tenta, de algum modo, mostrar o caminho que os novos filmes da Marvel devem seguir.  Mas é claro, não podemos esquecer que se trata de um filme de super-heróis!

Passando aos atores, não vemos nenhuma atuação tão marcante como a de Robert Downey Junior no papel de Tony Stark/Iron Man, mas também não vemos nenhum Ryan Reynolds no papel de Hal Jordan/Lanterna Verde. Chris Evans e Scarlett Johansson fazem um bom trabalho como os dois personagens principais da história, e todo o resto do elenco faz um bom trabalho dando um bom ritmo a história.

article-2549125-1B165EE900000578-21_306x575

Como sempre, o filme tem as cenas extras. A primeira, logo após o final do filme, merece ser vista visto a revelação e os personagens que ela mostra (minha cabeça explodiu!). Porém, a cena após os créditos pode ser facilmente vista em casa, pois não vale a espera de alguns longos minutos.

Fechando o pacote, “Capitão América 2 – O Soldado Invernal” é, facilmente, um dos melhores filmes da Marvel lançado nos últimos tempos. Arriscaria dizer, inclusive, que é o melhor desde Iron Man. Com um Metascore de 70/100, vem sendo bem recebido, também, pela crítica. Assim, encerro este brevíssimo review afirmando que o filme vale o ingresso e a pipoca do cinema!

Comentários

comentários

About The Author

Convidado

Convidado especial @BunkerNerd.

Leave a Reply

Your email address will not be published.