Nunca antes, meu nerd interior ficou tão feliz com uma série de super-herói, exceto por Demolidor, claro! Vou admitir que sou mais fã da Marvel (como alguns leitores podem ter notado pelos textos já escritos por mim), mas The Flash foi espetacular! Assim como em Demolidor, essa série foi muito bem adaptada para as TVs.

bunkernerd_review_serie Flash

Vamos começar com o enredo! Para quem assistiu Arrow na época que ainda era uma série boa – você deve lembrar que Barry Allen (Grant Gustin) apareceu na série e vimos sua origem lá mesmo –The Flash se passa após Barry acordar de um coma de nove meses e descobrir seus poderes de super-velocidade. Mas a explosão do acelerador de partículas que lhe deu seus poderes também deu poderes para muitas pessoas na cidade, e algumas dessas pessoas,  como Clyde Mardon (Chad Rook), nem sempre são boas pessoas.

Usando seus poderes, Barry combate o crime em Central City. Para isso, conta com a ajuda da jovem bioengenheira Caitlin Snow (Danielle Panabaker), do engenheiro mecânico Cisco Ramon (Carlos Valdes) – ambos com excelentes atuações, principalmente Valdes – e do dono e CEO dos Laboratórios S.T.A. R, Harrison Wells (Tom Cavanagh) – que é mais do que aparenta ser.

bunkernerd_review_serie Flash_1

Barry também conta com a ajuda de seu pai adotivo Joe West (Jesse L. Martin) enquanto prende os criminosos meta-humanos. A química entre Joe e Barry é extremamente perfeita, como se os dois realmente fossem pai e filho na vida real! Isso se deve principalmente à excelente atuação de Grant Gustin, que nos faz chorar, rir e vibrar a cada episódio.

Também estão presentes Iris West (Candice Patton), a eterna dona do coração de Barry nos quadrinhos (e que já foi sua esposa nos mesmos), Eddie Thawne (Rick Cosnett), um elemento chave na trama, parceiro de Joe na polícia e namorado de Iris (a vida amorosa de Barry é muito complicada mesmo).

E é claro que, diferente de Arrow, onde mal aparecem vilões variados – eles usam o maldito Conde umas três ou quatro vezes, com diferentes encarnações ainda por cima – The Flash possui tantos vilões quanto o Batman ou o Homem-Aranha.

bunkernerd_review_serie Flash_2

A série também parece não esquecer algo que Arrow esqueceu já na primeira temporada: é uma série de super-heróis! Não é preciso realismo em uma série aonde uma pessoa pode correr em Mach 2 e viajar no tempo por correr absurdamente rápido.

Por conta disso, eles não só fizeram um trabalho ótimo, como usaram dúzias de referências dos quadrinhos, indo desde o Flash original à Flashpoint, o evento que começou os Novos 52 da DC.

Minha conclusão é: você gosta de quadrinhos? De super-heróis? Gosta de séries? Se a resposta para qualquer uma dessas perguntas for “sim”,  assista o Flash correndo e seja um nerd feliz!

 

Por Caio De Paula

Comentários

comentários