Fazia muito tempo que eu não assistia um filme tão ruim como esse. Hoje eu perdi 2h da minha vida assistindo essa merda de Truque de mestre: o 2º ato.

Como pode alguém destruir um filme assim? Jon, (diretor responsável por esse lixo) o que você fez? Por que caralhos você não seguiu a receita do primeiro filme? Estava tão bom!

Truque de Mestre O 2º Ato 004

Sai de casa (COMI PARA CARALHO) e estava tão animado para assistir esse filme que não podia acreditar que o dia havia chego. Eu gosto de mágica, de ilusões e tinha gostado muito de como o primeiro filme tinha se desenrolado. Quando as luzes da sala do cinema se apagaram, já desliguei qualquer distração e foquei na telona.

Passaram-se 15 minutos e comecei a me perguntar: “Será que estou na sala certa?”. Não pode ser essa a continuação do filme Truque de Mestre. Até cheguei a perguntar para um colega Jornalista “Psiu, essa é a continuação mesmo de O Truque de Mestre? ” Não era engano, guys. Eu estava preso em um vórtice temporal de merda.

Truque de Mestre O 2º Ato 003

Nessa continuação eu esperava mais misticismo, mais mágica, mais show! Claramente eu estava errado. Todas as minhas expectativas eram destruídas à medida que o filme ia chegando ao fim. Possível que, nos próximos dias, cientistas descubram um buraco temporal na sala de cinema do shopping Mueller.

Olhei tantas vezes o relógio para ver se o filme estava acabando que, no meio de todos os “grandes acontecimentos da história”, consegui criar uma nova percepção para a chatice. É como se o Itachi tivesse me colocado em seu genjutsu. O filme me gerou um desgosto tão grande que só me resta sentir pena.

Truque de Mestre O 2º Ato 002

0,2/10 é a nota para esse filme. Fui generoso ainda, guys! A centopeia Humana é melhor que esse filme. Sharknado 3 é melhor que esse filme. Rubber o pneu assassino me intrigou mais. Max fidelidade Assassina me gerou mais empatia. A vagina dentada me deu mais orgulho…

Comentários

comentários

About The Author

@RenatoEstranho

We drank, we fought, we made our ancestors proud. Andando e vivendo com o caderno na mão para não perder a informação. Publicitário metido a escritor com ideias que precisa por no papel. "From womb to tomb, we are bound to others, past and present.” Cloud Atlas.