Hoje nosso mais novo convidado trouxe um artigo muito legal sobre RPG. “Here we go!”

Já ouvi muitas pessoas dizerem:

“Não jogo RPG porque são muitas regras, os livros e os dados são caros e não tenho um grupo grande para jogar”.

rpg-simplificado--1

Acredite, é possível jogar RPG sem esses recursos.

Venho hoje apresentar o primeiro RPG que joguei na vida (muito bom para iniciantes, PÉSSIMO para advogados de regras, ou seja, se você quer discutir regras ao invés de se divertir, bom, volta pro D&D…).

rpg-simplificado--2(1)

A primeira experiência
O primeiro contato que tive com esse mundo (*-*) do RPG se deu em um aniversário de família. Éramos meu irmão, meus primos e eu, todos entediados e sem ter o que fazer. O mais velho com 13, 14 anos e eu, o mais novo, com uns 7 anos. Não tinha livros, não tinha dados, não tinha regras (escritas). Um dos meus primos tinha uma boa imaginação e boa vontade de narrar e nós, vontade de fazer algo diferente (êÊêÊê bando de nerd).

Funcionava da seguinte forma: no começo da história, o narrador perguntava “Qual seu poder?” e cada um escolhia alguma coisa para fazer.

 

rpg-simplificado--3

Não podia ser muito overpower, claro, pra não tirar a graça. Quanto mais poderoso, mais difícil de usar a habilidade.

Entre laser saindo dos olhos, ficar invisível e sabe-se lá mais quais poderes nossas mentes pensaram na época, o narrador guiava o jogo pura e simplesmente para o divertimento, dizendo após a narrativa das ações o que funcionava, ou não.

rpg-simplificado--3(1)

Foi assim (ainda que não muitas vezes)… Ficávamos sem ter o que fazer, nerdiávamos um pouco. Nas últimas vezes, já tínhamos inserido a “aleatoriedade” da coisa, rolando o d6 para ver o que era ou não possível de ser feito dentro dessa atividade que depois eu soube que se chamava RPG.

Depois de muito tempo, descobri que “aquele jogo tipo caverna do dragão” era um TIPO de jogo e que existam regras.

rpg-simplificado--4(1)

Ainda que hoje eu não jogue mais esta versão simplificada (depois de anos jogando D&D 3.5 e atualmente jogando Werewolf e D&D Next), eu indico para quem tem um grupo de amigos interessado em jogar, mas não conhece as regras. As partidas são rápidas, serve para entreter crianças (na modalidade filhos, sobrinhos, filhos de amigos) em momentos de caos e para apresentar o jogo às pessoas que ainda ( ¬¬ ) acham que o jogo é do mal.

Lembrando que, se você e seus amigos acham a temática fantástica ruim, existem jogos com os temas cotidiano, alienígena, zumbi e qualquer outro que sua imaginação alcançar (até princesas Disney, caso as crianças a serem entretidas sejam meninas).

A regra é uma só: divirta-se! (e se gostar, daí sim gaste seu dinheiro investindo em RPGs mais elaborados).

 

rpg-simplificado--5

Escrito pelo soldado: Ig

Comentários

comentários

About The Author

Convidado

Convidado especial @BunkerNerd.