É HOJE !!! Hoje é o lançamento de Titanfall !!! Um dos jogos de FPS mais esperados do ano já chega arrasando. O Bunker já fez as primeiras impressões do Beta do jogo, e agora vamos conferir o que mudou, o que foi adicionado e o que foi mantido nesse, que é um dos grandes lançamentos da nova geração de consoles. titanfall criticaEm 2007, a Infinity Ward inovou o gênero FPS com o clássico Call of Duty 4: Modern Warfare, sete anos depois, Vince Zampella e Jason West, agora trabalhando na Respawn Entertainment, repetem essa façanha. Titanfall é a introdução a um novo modelo de jogos de tiro. Com uma combinação dos conceitos antes consagrados  e mecânicas inéditas, não decepcionam aficionados ao mesmo tempo que não assusta jogadores novatos. O jogo foge da mesmice ao definir a chegada de uma geração de consoles sem gráficos exuberantes, mas com uma experiência incrivelmente viciante.–Não que os gráficos não sejam bons, mas ainda não é o melhor que a nova geração tem a oferecer.–

A Batalha da Madrugada

Titanfall foi liberado hoje de madrugada (1 da manhã pra ser mais específico) para ser jogado e de cara já apareceram alguns problemas. Como eu havia anunciado no meu Facebook, eu iria virar a noite jogando para escrever essa crítica para vocês, –IRIA coisíssima nenhuma, eu realmente VIREI !!!– e parecendo uma brincadeira infeliz do destino, eu não conseguia me conectar ao servidor. Já eram 2:35 da madrugada e eu ainda não havia conseguido sequer um vislumbre do jogo, e o que era mais apavorante, não era só eu que estava com esse problema. Aparentemente outros jogadores estavam com esse mesmo problema e até a própria Respawn estava ciente disso.titanfall criticaDepois de ver essas mensagens no Twitter dá própria Respawn Entertainment e eles mesmos aconselhando os jogadores a deixar o game de lado por um tempo e tentar mais tarde, eu pensei: “Já era, fiquei acordado até tarde por absolutamente NADA, que Vida De Lixo !!!”. Tendo praticamente desistido de jogar –E da vida !!!– eu já estava me despedindo do jogo, extremamente frustrado.titanfall criticaMas como se Odin tivesse sentido as minhas lamentações, e por ser brasileiro e não desistir nunca, –Mentira, você desiste o tempo todo !!!– eu tentei por mais uma meia hora, até que, como a Fênix que renasce das cinzas, eu consegui finalmente me conectar ao servidor !!!titanfall critica

De Volta ao Jogo

Uma das formas que a desenvolvedora achou para apresentar as novidades foi usar o modo campanha como uma maneira de introdução ao jogo, modo que não estava presente na versão Beta de Titanfall. As cenas épicas de destruição, tão tradicionais em Call of Duty e Battlefield, aqui são substituídos por cenas de ação controladas pelo jogador. Destruir o primeiro titã, a primeira nave inimiga, acionar o robô ou se ejetar dele, por exemplo, são algumas das sequências que entram na memória logo na primeira execução. Toda a história do game é usada como simples pano de fundo para mudança de mapas, descoberta de novas armas e apresentação de outras modos de jogo. Boa parte da história é contada através de arquivos de áudio e narração dentro das telas de personalização de personagens. –Não é em todo jogo que isso funciona, Titanfall deixa bem claro isso.– Apesar de compreensível, transformar a campanha single player em algo tão superficial é um tremendo desperdício. Em quatro horas é possível terminar a história que com os cenários e ferramentas que o jogo possui, ele teria recursos suficientes para criar uma campanha no mínimo aceitável. O nível de detalhes e personagens em alguns mapas, deixa claro tal desperdício, mapas como “Here Be Dragons” e “Lagoon” trazem o maior nível de detalhe e potência gráfica do jogo. –O que é uma pena, porque eu estava bem ansioso para conferir uma história ao estilo COD !!!– As criaturas, naves e instalações desses lugares são lindíssimos, porém não existe nada avassalador, mas tudo sempre parece em ordem. Mesmo que 12 titãs e inúmeros soldados se encontrem ao mesmo tempo na tela, conseguir unir toda a informação que oferece sem bugs constantes é um trabalho técnico extremamente admirável.titanfall critica

Multiplayer

As possibilidades da campanha são levadas a outro nível no modo multiplayer, no qual Titanfall mostra a que veio. O arsenal disponível para pilotos e titãs é bem grande, equilibrado e de fácil uso. O mesmo acontece com as classes e as Burn Cards, que adicionam mais conteúdo estratégico às partidas, que, aliás, é o principal ingrediente do game. Por esse motivo, Titanfall não exclui jogadores inexperientes em FPS. As chances de pontuação e êxito nos modos de jogo são tantas que é difícil alguém sair frustrado. –Lógico, com Challenges ridículas, que dão experiência adoidada, mesmo que você não mate ninguém ainda é possível ganhar muita experiência !!!– O jogo permite no máximo seis jogadores por time, assim como era na Beta. A escolha foi criticada de início, mas não é preciso mais que uma partida para entender o porquê dessa decisão. Dessa forma, a Respawn enche o cenário sem precisar sobrecarregar os servidores. –O que é ótimo, pois mesmo com um ping alto é possível jogar sem problemas.– Derrotar um Piloto (player real) sempre terá mais importância que um bot, mas o acúmulo de pontos acontece em ambos. As mortes podem ser feitas do jeito tradicional, com tiros e granadas, ou com chutes, voadoras e ataques aéreos, sejam eles com um piloto ou um Titã caindo do céu. –Só cuidado para não ficar em baixo do um titã quando ele for chamado, não orgulho em dizer que isso já aconteceu comigo !!!– A chegada dos titãs é o ponto principal das partidas. Eles dão maior poder de fogo aos pilotos e adicionam diversas camadas de estratégia à partida. O controle deles é bem fluido e viciante. Ver as primeiras chamadas do Titã na tela e não acioná-lo é quase impossível, mesmo que seja para ele ficar de guarda ou te seguir pelo mapa. A bordo desses robôs, tudo parece mais frágil, bots e pilotos são pisoteados com frequência.–De novo, isso acontece comigo com certa frequência.–  Eles são essenciais para entender a jogabilidade e como as novas mecânicas do jogo funcionam. Por meio destes titãs, Titanfall revela um novo estilo de FPS, que requer uma certa dedicação ao jogo, mas nunca deixa de colocar a diversão em primeiro lugar.Titanfall está disponível para Xbox 360 (a partir do dia 25/03/2014), Xbox One e PC.

Vale a Pena Comprar ?

Esse é um jogo que agrada tanto aquele tipo de jogador “hardcore” de jogos de tiro, com uma jogabilidade frenética e empolgante, quanto aos jogadores mais casuais, que apenas procuram um bom jogo para se divertir. E que mesmo tendo quase que uma ausência de história no modo campanha e com Challenges que praticamente distribui pontos de experiência sem grande esforço, Titanfall é um excelente FPS, trazendo uma nova experiência e jogabilidade ao gênero. Esse é uma daqueles jogos que os pontos positivos são tão altos que os pontos negativos do jogo passam quase que desapercebidos.

O BunkerNerd recomenda fortemente esse jogo e concede a ele nada mais nada menos que:

4 Estrelastitanfall critica

Comentários

comentários

About The Author

ArthurAques

Nerd desde criança e gamer desde sempre. Por mais agitado que o dia possa ser, sempre acha uma brecha para se atualizar com as novidades sobre jogos, filmes, séries e quadrinhos. Criado desde pequeno pelo seu pai para ser um fã incondicional de AC/DC, fica feliz quando seus vizinhos curtem música boa, querendo eles ou não.

One Response

  1. Titanfall: Crítica | Nerd's House

    […] É HOJE !!! Hoje é o lançamento de Titanfall !!! Um dos jogos de FPS mais esperados do ano já chega arrasando. O Bunker já fez as primeiras impressões do Beta do jogo, e agora vamos conferir o que mudou, o que foi adicionado e o que foi mantido nesse, que é um dos grandes… …Leia mais. […]

    Responder

Leave a Reply

Your email address will not be published.